X_noticia_29715

GM utiliza 20% de energia renovável em operações globais

Processos produtivos no Brasil consomem 11% de fontes sustentáveis; meta é atingir 100% até 2050 em todo o mundo 

Em relatório de sustentabilidade divulgado recentemente, a General Motors informa que no ano passado 20% da energia consumida em seus processos produtivos no mundo todo vieram de fontes renováveis , em linha com o compromisso autoimposto pela companhia de alcançar 100% até 2050. No Brasil o porcentual alcançado de 11% está atrás da média global atual. 

Entre as fontes renováveis utilizadas pela GM no Brasil, a fabricante informa que vem aumentando o uso de energia solar. A fábrica de São Caetano do Sul (SP) conta com sistema solar de aquecimento que ocupa 560 metros quadrados com 280 placas instaladas no telhado do complexo, para fornecer água quente a até 300 chuveiros dos vestiários, o equivalente a abastecer o consumo diário de 900 casas, evitando o consumo de gás natural. 

Já a fábrica de motores em Joinville (SC), inaugurada em 2013, foi a primeira da indústria automotiva a contar com sistema de geração de energia solar fotovoltaica, que abastece a área produtiva e escritórios, evitando emissões de 10,5 toneladas de CO2 – o equivalente a energia consumida por 220 casas no Brasil anualmente. A energia solar também é utilizada para aquecer 15 mil litros de água por dia, reduzindo os custos com consumo de gás natural e evitando 17,6 toneladas de emissões de CO2 por ano. 

“Um importante passo anterior à adoção de fontes renováveis de energia são as medidas com vistas à eficiência energética e consequente redução do consumo. Esse é um trabalho contínuo dos nossos times e se olharmos os últimos 15 anos nossa redução de consumo de energia por veículo produzido atingiu 57%”, comenta Glaucia Roveri, gerente de energia e utilidades da GM América do Sul. 

Para chegar a porcentuais expressivos de redução, muitas ações são realizadas. Um exemplo é a iluminação das áreas no Brasil. Ao modernizar o parque de iluminação das unidades de São Caetano do Sul, Mogi das Cruzes e Gravataí com o uso do LED, a empresa informa que gerou economia de 60% no consumo de energia destinada à iluminação. 

A GM recebeu em 2019, pela oitava vez consecutiva, o prêmio Energy Star Partner of the Year Sustained Excellence por suas ações na gestão da energia. O reconhecimento é concedido pela agência de proteção ambiental dos Estados Unidos. Segundo calcula a companhia, o compromisso de reduzir o consumo de energia desde 2010 eliminou 1,5 milhão de toneladas de emissões de carbono, o equivalente ao uso elétrico de 260.000 residências por um ano. 

Em 2018, a GM alcançou 17 edifícios com a certificação Energy Star, incluindo dois data centers. No Brasil, das sete unidades, três são certificadas Energy Star.

Fonte: Portal Automotive Business

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest